Thursday, August 18

Wednesday, June 15

"Sou exagerada no amor e na cachaça. Isso me mata no dia seguinte."

Para não sofrer eu vou me drogar de outros, eu vou me entupir de elogios, eu vou cheirar outras intenções. Vou encher minha cara de máscaras para não ser meu lado romântico que tanto precisa de um espaço para existir ridiculamente. Não vou permitir ser ridícula, nem uma lágrima sequer, nem um segundo de olhar perdido no horizonte, nem uma nota triste no meu ouvido. Eu sei o quanto vai ser cansativo correr da dor, o quanto vai ser falso ignorar ela sentada no meu peito. Mas vou correr até minha última esquina. Vou burlar cada desesperada súplica do meu coração para que eu pare e sofra um pouquinho, um pouquinho que seja para passar. Suor frio da corrida, sempre com sorriso duro no rosto e o medo de não ser nada daquilo que você me fez sentir que eu era. Muita maquiagem para esconder os buracos de solidão. 

Tati Bernardi.

Acho que aquela teoria de que a gente deve mudar o foco da vida de vez em quando é verdadeira. Não adianta bater sempre na mesma tecla, quebrar a cabeça sempre com os mesmos problemas, provar pela milésima vez uma comida ruim. O que não é, simplesmente não é. Por mais que a gente se esforce pra fazer com que seja, não adianta. Perseverança é um ato bonito, mas persistência sem perspectiva é burrice. Perder tempo é perder inúmeras oportunidades, histórias e momentos. E ainda tem quem perde a própria vida cuidando de outras vidas que não lhe diz respeito. Nunca entendi a alegria alheia em ver a derrota do outro. Nunca compreendi o que tem de tão interessante no umbigo do próximo. Tem gente que além de perder tempo, perde o senso. E não muda de foco nunca! Se você olha pra uma árvore de frutos podres por muito tempo, se torna incapaz de perceber a floresta de frutos maduros que existe a sua volta. Não adianta cruzar os braços e dizer que quer. Querer é simples. Complicado é descruzar os braços e fazer acontecer. É mudar os planos, voltar atrás, ir por outro caminho, sair da rota, largar a bússola do mundo e abrir mão do cômodo. Há coisas, e principalmente pessoas, que não merecem ser focadas. Por outro lado, existe tanta coisa bonita nesse mundo pra ser vista, pra ser lida, pra ser compreendida. Chega de olhar pro lado feio, obscuro e monótono da vida. A regra é expelir os sentimentos ruins e lutar pelas causas que nos tornem completos. 

Capitule.

Aprendi que amar é ficar, mesmo tendo milhares de motivos para partir. 

Chandy Melo.

Tuesday, June 7

 
 “Em que bar será
Que você fica rindo
Daquele amor
Que eu achava lindo?”
 
Cazuza.
Sobre mudar de cidade para estudar. Você vai se encher de expectativas sobre sua nova casa. Você vai perceber depois de um tempo que sua nova casa, talvez nunca se transforme num lar. Vai sentir o peso do mundo nas costas e suas responsabilidades de multiplicarem. Você vai fazer contas para descobrir cadê o dinheiro que estava aqui! Você vai aprender a se virar, crescer 1 ano ou mais em um mês. Vai chorar de saudades antes de dormir, se sentir vazio, incompleto. Mais vai aprender a acordar no dia seguinte disposto a caminhar até a parada de ônibus. Vai se dar mal na prova, vai sentir vontade de desistir de tudo e voltar pra casa. Vai lembrar que aqui agora é a sua casa, que os teus pais estão felizes de te dar oque eles não puderam ter. Vai engolir o choro e prometer para si mesmo: eu vou conseguir! Você vai cair várias vezes, perder o horário, talvez reprovar. Vai pedir férias incansavelmente, vai sonhar com a sua antiga cama e com o cheiro do café da sua mãe. Vai se perguntar inúmeras vezes se realmente assim que deveria ser. Vai perceber que cuzcuz é o salva-vidas nos momentos de correria e que café é um companheiro indispensável. Vai lembrar da vida que levava e perceber que a casa não se arruma sozinha, porém a bagunça parece sempre estar no modo automático. Vai percebe que a vida ensina mais que o seu curso. Vai entender o significado de economia e a importância dela. Vai descobrir que não é só o começo que é difícil. Vai aprender que a saudade é um impulso, que etá na média significa mais tempo de férias, e com isso mais tempo no seu lar. Vai ver que o tempo passa voando, mais que as dificuldades continuam sempre plantadas no chão. Vai então se superar e suportar as faltas e ausências para se manter vivo. E por fim você vai aprender que trocaria todas as coisas do mundo pelo abraço dos seus pais.

Autor Desconhecido :)

Monday, June 6

“Ela era do tipo que se machucava por qualquer besteira. Ele era do tipo que fazia muitas besteiras.”